Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho: a importância dos cuidados com a coluna vertebral

No próximo 27 de julho, é comemorado o Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, data que simboliza um marco histórico na luta dos trabalhadores por melhorias nas condições de segurança e saúde no trabalho. Dados do Ministério da Saúde mostram que as áreas mais afetadas devido a acidentes trabalhistas são a visão, audição e, principalmente, a coluna vertebral. E, focando-se nesta última, algumas profissões estão mais suscetíveis a lesões.

Algumas atividades laborativas são consideradas de maior risco de acidentes para a coluna, como aquelas executadas por caminhoneiros e motoristas, construtores, carregadores, pintores e demais pessoas que trabalham sobrecarregando a região, e também esportistas de alto impacto. Estes, geralmente, mesmo que em médio ou em longo prazo, sentirão alguma dor de coluna, que pode sinalizar uma hérnia de disco ou alguma outra lesão mais grave.

A área mais afetada devido a estas atividades é a cervical, justamente por ser composta por um seguimento mais móvel, cujos acidentes costumam apresentar mais gravidade, devido ao maior risco de atingimento do sistema nervoso e rompimento da medula.

O tratamento para as lesões mais leves, aquelas em que não há lesão do sistema nervoso, se baseia especialmente em medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos, além de colar cervical ou de colete para imobilizar a área afetada. Já os casos mais graves, aqueles em que o sistema nervoso foi afetado vai ser aplicado caso a caso, considerando o grau de atingimento e lesão da medula. Mas em geral, são realizadas cirurgias reparadoras de diferentes níveis, visando, ainda que não a volta dos movimentos do paciente, a estabilização da sua coluna.

Independente do caso, é preciso reforçar a importância da prevenção de tais acidentes, através da medicina do trabalho e itens de segurança necessários para a execução de atividades de risco de quedas e machucados. Vale também o bom senso e cuidados com a coluna e postura, que devem partir de cada um, respeitando sempre o limite do corpo e conscientização de se equipar.

} ?>